- Danielle Krizanovski"/> "/> Danielle Krizanovski :: Psicóloga
Blog

16/08/2016 - Contos

beach-927935_1280

Sentir gratidão eleva nossa frequência vibracional

Você costuma agradecer pelas coisas da vida, pessoas, momentos? Então está na hora de repensar seus hábitos sobre a gratidão. A frequência com que nos sentimos gratos pode nos ajudar a enfrentar com otimismo e perseverança as dificuldades e desafios da vida. Desta forma, vemos o mundo com olhos cheios de amor e aceitação.Gratidão e suas inúmeras interpretações

A gratidão vai além do simples obrigado, mas é uma forma de reconhecimento, uma espécie de avaliação sobre determinadas situações e o que elas nos ensinaram. O ato de agradecer é importante, pois diminui os pontos negativos e foca a emoção e atenção na parte boa.  Assim, a gratidão é algo pessoal, não requer grandes conhecimentos, praticada no interior de cada um.

Este sentimento também está baseado na ideia de aceitação e alinhamento espiritual, por isso, para aqueles que acreditam em energia, a gratidão é uma forma de atrair abundância e prosperidade. Isso porque a gratidão muda sua forma de pensar e encarar a vida. Por exemplo, é comum acordarmos e imediatamente querer ficar deitado, não enfrentar o cotidiano. Com a gratidão, podemos pensar mais como: “o que posso fazer para tornar meu dia mais feliz?”. Aceitando as tarefas, sabemos o que é preciso mudar para nos tornarmos mais satisfeitos e ainda ver sob uma ótica alegre o milagre que é viver.

A gratidão nos ajuda a desapegar materialmente

Muitas pessoas acreditam que a felicidade é algo a se buscar, conquistada somente com dinheiro, bens materiais e status. Com a gratidão, temos felicidade diária, pois a responsabilidade sobre ser feliz é somente nossa. Assim, pessoas gratas tornam-se independentes de carros, luxo e compras para serem felizes. São observadoras de bons momentos, encontrando a felicidade mais pura: dentro de si mesmo.

Gratidão e relacionamentos

É importante reconhecer também outras pessoas, pois o agradecimento é uma forma de conhecer novas pessoas e aprofundar relações, estimulando a gentileza. Pessoas gratas são vistas como compreensivas e amáveis, são mais empáticas e não buscam vingança, aceitando bem críticas. Ou seja, são boas ouvintes, pensando antes de reagir a cada momento da vida.

Com isto, a gratidão influencia também na autoestima do indivíduo. Isso porque ao comparar-se com outra pessoa, não existe inveja ou ressentimento. Na verdade, pessoas gratas são capazes de apreciar a realização dos outros.

Assim, a gratidão é uma emoção do coração, uma afirmação de bondade. Afirmamos que há esperança para o mundo, pessoas, bondade em cada uma delas. Isso não significa dar as costas para as adversidades, mas também não deixar que elas sejam o centro do seu mundo ou que perturbem sua paz. Ao ter essa visão macro, somos capazes de agradecer mais do que reclamar.

Como começar a praticar a gratidão

Praticar a gratidão começa a partir do momento em que a pessoa assume a responsabilidade da própria vida, parando de culpar os outros pelos erros ou problemas que surgem. Da mesma forma que é preciso reconhecer a contribuição de cada um em nossas vidas.

Assim, as pessoas gratas passam a observar as coisas simples da vida. Momentos de silêncio, o sorriso de uma criança, pequenos gestos ganham grande importância. Outro fator importante é fazer o bem para receber o bem. Logo, ao fazer coisas boas, a energia positiva criada a partir do gesto trará gratidão para si mesmo.

Encontre sua própria forma de agradecer. Pode ser meditando, mantendo um diário, desenhando, orando. Há inúmeras formas de motivar a gratidão, descubra qual funciona melhor para você. No começo e fim do dia, um simples “eu sou grata…”  pode trazer positividade para você, melhorando sua vida!

Por: Danielle Krizanovski

Topo

Cadastre-se e receba todas as novidades do Blog Danielle Krizanovski