Blog

24/06/2016 - Psicologia

worried-girl-413690_1280

TOC – Causas, tipos e tratamento

O Transtorno Obsessivo Compulsivo, famoso TOC, é um distúrbio de ansiedade caracterizado por obsessões, compulsões e a junção de ambos. Ele geralmente pode ser perceptível na infância e na adolescência, porém, muitas pessoas só chegam a procurar tratamento na fase adulta, quando o transtorno está bem mais avançado. Existem alguns estudos que indicam que a convivência familiar pode acabar implicando em alguns impulsos que agravam ou retardam o processo desta obsessão.

As causas do TOC podem estar ligadas a fatores biológicos, psicológicos e com experiências de vulnerabilidade. Muitas pessoas com TOC têm crenças disfuncionais. Essas crenças podem incluir senso aumentado de responsabilidade e tendência a superestimar a ameaça; perfeccionismo e intolerância à incerteza; e importância excessiva dos pensamentos e necessidade de controlá-los. Embora pouco abordado, ele causa prejuízos imensos na vida das pessoas e no convívio em sociedade.

Existem vários tipos de obsessões, sendo as mais comuns: pensamentos a respeito de contaminação, dúvidas repetidas e a necessidade de organizar as coisas. Essas obsessões podem ser caracterizadas por um sentimento de culpa e inadequação, o que causa um imenso sofrimento psíquico a essas pessoas.

Já as compulsões mais frequentes incluem lavar as mãos diversas vezes ao dia, organizar as coisas, repetir palavras em silêncio ou criar um método de contagem. As compulsões não são executadas por prazer, embora alguns indivíduos experimentem alívio da ansiedade ou sofrimento.

cleaning-268126_1280

Entre os sintomas da doença, são evidenciados variados tipos:

O medo de contaminação, no qual o paciente evita contato físico com coisas ou pessoas, por medo do contato aos germes.

O acúmulo de objetos. Neste caso, o paciente acredita que em algum momento fará uso desses entulhos.

A ordem e simetria. Essas que acabam sendo exacerbadas demais, o que se torna um problema para essas pessoas.

Também é comum a mania de limpeza. Para esses pacientes, sempre vai existir resquícios de sujeira nos lugares, o que não caracteriza um comportamento sadio.

Esse TOC pela limpeza também pode gerar um transtorno alimentar. A pessoa evita comer por acreditar que aquele alimento não está limpo o suficiente. O transtorno alimentar é evidenciado por pensamentos ligados ao corpo, acarretando outras doenças, como a bulimia e a anorexia. Ou pode chegar ao outro extremo, ou seja, uma fome insaciável e incontrolável, agravando a obesidade e diversas outras doenças ligadas a ela.

O TOC também pode ocorrer por comportamento de superstição. Neste caso, essas superstições são patológicas e os pacientes acreditam que acontecerá alguma catástrofe, caso não realizem determinadas ações. Alguns exemplos podem ser: cor da roupa e repetição de movimentos ou palavras.

TOC de verificação, caracterizado por repetidas verificações de natureza fora do comum, como checar diversas vezes no dia se a porta está trancada, mesmo sabendo que ela está.

 

office-626097_1280

O tratamento destas obsessões e compulsões, deve ser iniciado o mais breve possível. A  avaliação de um psiquiatra ( prescrição medicamentosa) e o acompanhamento psicoterapêutico, possibilitam que o paciente tenha mais qualidade de vida.

Uma das técnicas recomendadas é uma abordagem que ativa os mecanismos de cura e criatividade do cérebro. A chamada terapia EMDR (Eye Movement Desensitization and Reprocessing: Dessensibilização e Reprocessamento por meio dos Movimentos Oculares), cada dia mais recomendada pelos cientistas, ativa várias áreas cerebrais e é um processo simples que reorganiza os disparadores daquilo que incomoda o paciente, tornando-se então, um procedimento excelente para o tratamento do TOC.

Post Anterior
Infográfico sobre a Meditação Atenção Plena
Post Anterior
Amor e o medo de estar solteiro

Compartilhe:

Comente:

Cadastre-se e receba todas as novidades do Blog Danielle Krizanovski